Líderes juvenis

Líderes juvenis

Por: cnbb.org.br Líderes juvenis assumem compromisso de promover integração nas ações de evangelização. Após cinco dias de reflexão, terminou neste domingo, 15 de dezembro, o Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil, promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB

Por: cnbb.org.br

Líderes juvenis assumem compromisso de promover integração nas ações de evangelização.
Após cinco dias de reflexão, terminou neste domingo, 15 de dezembro, o Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil, promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB. O evento recolheu propostas de ações concretas para que as diferentes expressões caminhem integradas no processo de evangelização da juventude.
Segundo os organizadores, o diferencial do Encontro foi a elaboração das pistas de ação pelos próprios participantes. Tal formatação teve como base as oito linhas de ação elencadas pelo Documento 85 da CNBB para a evangelização juvenil: formação integral, espiritualidade, pedagogia de formação, discípulos para a missão, estruturas de acompanhamento, ministérios da assessoria, diálogo fé e razão e direito à vida.
O presidente da Comissão para Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro, destacou que a linha da ação “discípulos para a missão” foi amplamente apontada pelas equipes. “Parabéns pelo ‘sim’ que vocês estão dando à Igreja, aos jovens e ao documento 85″, disse.
Na avaliação do bispo referencial para a Juventude no Regional Nordeste 5, dom Vilsom Basso, as linhas de ações inspiram um trabalho integrado, mas respeita a diversidade e a necessidade de cada um no trabalho com a juventude. “Não poderíamos usar as mesmas ações em todo o Brasil. O Espirito Santo nos orientou nessas escolhas”, ressalta.

Líderes juvenis assumem compromisso de promover integração nas ações de evangelização
Após cinco dias de reflexão, terminou neste domingo, 15 de dezembro, o Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil, promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB. O evento recolheu propostas de ações concretas para que as diferentes expressões caminhem integradas no processo de evangelização da juventude.

Segundo os organizadores, o diferencial do Encontro foi a elaboração das pistas de ação pelos próprios participantes. Tal formatação teve como base as oito linhas de ação elencadas pelo Documento 85 da CNBB para a evangelização juvenil: formação integral, espiritualidade, pedagogia de formação, discípulos para a missão, estruturas de acompanhamento, ministérios da assessoria, diálogo fé e razão e direito à vida.
O presidente da Comissão para Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro, destacou que a linha da ação “discípulos para a missão” foi amplamente apontada pelas equipes. “Parabéns pelo ‘sim’ que vocês estão dando à Igreja, aos jovens e ao documento 85″, disse.
Na avaliação do bispo referencial para a Juventude no Regional Nordeste 5, dom Vilsom Basso, as linhas de ações inspiram um trabalho integrado, mas respeita a diversidade e a necessidade de cada um no trabalho com a juventude. “Não poderíamos usar as mesmas ações em todo o Brasil. O Espirito Santo nos orientou nessas escolhas”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.