Entrevista com Irmã Inez

Entrevista com Irmã Inez

Se aproxima o aniversário da Irmã Inez, Fundadora da Comunidade Milagre Eucarístico. Todos os anos ela oferece aos Moradores de Rua “Jesus” um almoço. Este ano será comemorado com uma Grande Festa na cidade de Paranaguá -PR, terá inicio com a Santa Missa que será presidida pelo Pe. Jonacir Alessi de Curitiba -PR.

Em razão deste evento fizemos uma entrevista com ela para você conhecer um pouco melhor esta história.

• Quando começou toda esta história com os moradores de rua “Jesus”?

Mais ou menos cinco anos. Quando alguém tocou a campainha pedindo um prato de comida, era um morador de rua. Tínhamos exatamente a porção certa, nós o atendemos. No outro dia tocou a campainha novamente, era dois moradores de rua, e assim se repetiu todos os dias aumentando de dois para dez, vinte, trinta, quarenta.

• O que te impulsionou partilhar esta data tão importante com eles?

O maior presente que recebi em toda minha vida foi partilhar meu aniversário com eles. Senti que o dia do meu aniversário é dia de muitas bênçãos, e o amor é derramado em profusão, meditei profundamente o Evangelho, Jesus diz quando deres
uma festa convida aqueles que não podem te retribuir. Para mim o meu aniversário é a realização do grande banquete onde tudo está pronto, e os convidados são os mais
necessitados das ruas.

Por que chamá-los de “Jesus”?

Quando começamos dar comida os vizinhos da minha rua, ou melhor, o bairro todo se revoltaram comigo, fazendo várias vezes baixo assinados, me ridicularizado no meio de comunicação me denunciando os jornais, ameaçando e tantos outros barbaridades
que o ser humanos não deveria passar. Chorei muito e pensava estar errada então fui para a capela rezar e no meio das dúvidas em continuar alimentando os , ouvi claramente uma voz me dizendo : “ Dê comida para os que batem em sua porta pois sou eu que estou ali.” Então passei a chamá-los de Jesus. Eles são Jesus na minha
porta.

•  Qual a experiência mais marcante que teve em todos esses anos dividindo esta data com eles?

A experiência mais marcante foi a primeira vez quando fizemos o almoço do meu aniversário. A Alegria deles em se servir foi magnífica, tenho a imagem de alguns que choravam dizendo que nunca tinha participado de uma festa de aniversário. Vê-los se
servindo à vontade , é gratificante.

•  Qual o seu maior objetivo ao desenvolver este trabalho?

O meu único objetivo é mostrar a sociedade que somos todos especiais, não há diferença, nem maior nem menor, Cristo quer ser amado, e é no pobre. Ele se encontra nos lugares que menos esperamos. Até mesmo nas ruas.

• O que a Senhora tem a dizer sobre o amor aos mais necessitados?

Recebemos duas moedas para gastá-las, o amor a Deus e ao próximo. Se conseguir- mos alcançar este objetivo, então podemos dizer que vivemos o maior mandamento.
Que é o amor. Deus é Amor. E todos somos necessitados Dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.