JMJ Madri 2011

JMJ Madri 2011

JMJ Madri 2011 apresenta programação da Via Crucis Cidade do Vaticano (Terça-feira, 09-08-2011, Gaudium Press) Os organizadores da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Madri prometeram que o evento deste ano teria um caráter muito espanhol, com intenção de apresentar também a riqueza da Igreja Católica local. O objetivo dos organizadores poderá ser visto na Via Crucis, que acontecerá no dia 19 de agosto. A pregrinação partirá pela avenida de Recoletos em Madri com os 15 carros epsanóis da Semana Santa e com meditações compostas pelas freiras Irmãs da Cruz, uma congregação espanhola fundada, em 1875, na cidade de Sevilha pela beata Angela de la Cruz

JMJ Madri 2011 apresenta programação da Via Crucis

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 09-08-2011, Gaudium Press) Os organizadores da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Madri prometeram que o evento deste ano teria um caráter muito espanhol, com intenção de apresentar também a riqueza da Igreja Católica local. O objetivo dos organizadores poderá ser visto na Via Crucis, que acontecerá no dia 19 de agosto. A pregrinação partirá pela avenida de Recoletos em Madri com os 15 carros epsanóis da Semana Santa e com meditações compostas pelas freiras Irmãs da Cruz, uma congregação espanhola fundada, em 1875, na cidade de Sevilha pela beata Angela de la Cruz.

Ainda sobre a Via Crucis, outras informações são relativas a sua temática. Conforme os organizadores, as meditações da caminhada penitencial se concentrarão nos atuais problemas da juventude no mundo, que são, segundo eles, os “sofrimentos da humanidade” e a “falta de trabalho”. Neste sentido, a meditação da Terceira Estação, que se refere a negação de Pedro, focará em assuntos como o desemprego e a imigração e outros sofrimentos da humanidade como os vícios em drogas e a perda de dignidade das pessoas em regimes autoritários; e a meditação da Nona Estação, sobre “Jesus despojado de suas vestes”, focará em temas como os genocídios humanos e crimes contra crianças.

A organização informa também que os carros que participarção da peregrinação serão oferecidos pelas diversas paróquias e fraternidades espanholas, dividindo-se por estações. Por exemplo, a “Última Ceia” virá de Murcia; o “Beijo de Judas” de Málaga; a “Traição de São Pedro” de Orihuela (Alicante); “Jesus condenado à morte” e “Jesus carrega a Cruz” de Madri; “Jesus cai sob o peso da Cruz” de Úbeda (Jaén); “O Cirineu ajuda a carregar a Cruz” de León; “A Verônica enxuga o rosto de Jesus” de Jerez de la Frontera; “Jesus é despojado de suas vestes” de Granada; “Jesus é pregado na Cruz” de Zamora; “Jesus morre na Cruz” de Málaga; “A Deposição” de Cuenca; “Jesus nos braços de sua mãe” de Valladolid; e “Jesus é colocado no sepulcro” de Segovia.

O último momento depois das 14 estações da Via Crucis será a Contemplação da Solidão da Virgem Maria, que contará com um quadro particular de Nossa Senhora das Dores de Sevilha.

A histórica cruz será levada por jovens do Ruanda e do Burundi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.